importancia-agua2

A importância da água

A água doce é um recurso finito e vulnerável, essencial para manter a vida, promover o desenvolvimento e preservar os ecossistemas. A falta desse recurso em quantidade e qualidade é uma ameaça a segurança social, ambiental, sanitária e econômica de uma cidade, bacia, estado e país.

A demanda por água é cada vez maior. A qualidade e a quantidade das águas dependem do modo de uso e tipos de solo e relevo, da vegetação existente, desmatamento e a presença de cidades que exercem pressão sobre os recursos naturais existentes na bacia hidrográfica.

Todas as atividades realizadas por industrias, propriedades rurais e cidades refletem na qualidade da água do rio, desde a nascente até a foz. Por isso que a bacia é adotada como território de gestão através da atuação integrada e participativa do poder público, da sociedade civil e usuários de água nos comitês de bacia.

A proteção das nascentes, o manejo adequado do solo, o tratamento do esgoto, dejetos e efluentes industriais e redução do uso de agroquímicos pela agropecuária são fatores que contribuem na conservação da qualidade das águas. Tanto as superficiais como as subterrâneas.

A história dos rios da bacia não se separam da história das pessoas nos processos econômicos, políticos, sociais e culturais. A qualidade da água nos rios reflete a relação que temos com a natureza.

A utilização da água implica no respeito a lei. Sua proteção constitui uma obrigação para todos que a utilizam. A gestão da água impõe o equilíbrio entre a necessidade de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.